O acirramento na busca por volume entre laticínios

Prof Thiago Bernardino de Carvalho

A teoria microeconômica estuda o comportamento de empresas e consumidores. E é interessante notar que nos últimos anos isso pode ser bem aplicado na cadeia de leite do Brasil, ora por conta das empresas, ora por conta dos consumidores.

A disputa entre laticínios por bons fornecedores sempre existiu, seja pela necessidade de um produto de boa qualidade, seja pelo volume produzido. O que se nota no mercado de um passado recente para cá, é a busca por fornecedores que conseguem produzir um volume de leite em maior quantidade – respeitando a qualidade e sanidade do produto, principalmente a partir deste ano com as novas normativas.

Resultado desse movimento é visto no pagamento do prêmio em cima do preço ao produtor, em que na maioria dos casos vem sendo efetuados em cima de volume entregue, em contrapartida à quantidade de proteína, gordura, contagem de células somáticas, etc. Retomando a teoria microeconômica, num mercado com altos custos de produção para laticínios – entre eles logística e energia, a economia de escala, onde se produz mais para reduzir custos fixos, vem contribuindo nesse movimento. Busca-se menos fornecedores com mais volume, pagando-se mais prêmios e fazendo com que esse produtor tenha incentivos para aumentar também em qualidade sua produção.

Pelo lado do consumidor, a teoria econômica, mostra a dificuldade dentre determinadas classes de renda (média e baixa) de manter o padrão de consumo em momentos de crises econômicas-financeiras pelas quais o Brasil passa. Isso exige fazer escolhas, baseados principalmente em preços menores.

Por outro lado, classes de renda mais altas, buscam manter o padrão de consumo, mas principalmente buscando cada vez mais qualidade e experiência na compra de produtos diferentes e funcionais, deixando em segundo plano o preço.

Esses diferentes movimentos dos consumidores (classe baixa e classe alta) exigem da indústria a necessidade de oferta produtos com inovação e diferentes níveis de preços. Isso faz com que ocorra o movimento na busca por volume, reduzindo custo e trazendo preços competitivos do leite, assim como exigindo um padrão maior de qualidade para um nicho de mercado. O mercado reflete essa mudança, e cada vez se nota mais um grupo aumentando a produção e atraindo a indústria e seus prêmios, e outro grupo trabalhando na subsistência da atividade.

11/06/2019|Noticias|

Deixe seu comentário

pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese